Página Inicial

Este blog tem por objetivo meter o dedo na sua ferida mais profunda, mergulhar na sua hipocrisia não assumida, promover sua reflexão, dinamitar seus paradigmas, causar algumas tretas e se possível, agregar conhecimento à sua vida e à de quem está ao seu redor. Ou você vai me dizer que sua vida está totalmente delicinha?

Se estiver, uóótimo! É sinal de que você entendeu o jogo da vida. Porque, siiiiiimmmm: A vida pode ser bem delicinha! Porém descobrir isto não é tipo um passeio no bosque! Descobrir como ter uma vida “Oh Yeah”, com tanta malandragem existindo no planeta, é tarefa para Chuck Norris, Tom Cruise e Liga da Justiça juntos! Por isso, existe gente doida no mundo (tipo esta que vos escreve) que vai lá, quebra a cara, aprende as paradas na prática, e volta toda estropiada para te contar como a coisa funciona e quiçá te ajuda a encurtar o caminho, se é que existe atalho… Aí fica por sua conta e risco.

Não é porque é ilegal que é imoral. Aliás, quem define moral? O que é moral? Moral é doutrina. Doutrina é religião.  Religião é controle. Controle pelo medo. Medo induz a moralidade. Círculo vicioso programado pelo sistema, para manter a humanidade sob controle. E vem funcionando. Operante “ad infinitum”. Cabe a cada um (re)significar a própria existência.

 

“A extinção da culpa marca o início do progresso moral.”

( Epicteto)

 

Sigamos os loucos subversivos, pois ser louco num mundo perturbado não é loucura. É sanidade.