Como se descobre a idade das coisas?

Datação de fósseis, minerais e outros materiais são confiáveis? Descubra como é feita a contagem

Há bem menos de um século, a física nuclear e outras esferas científicas desenvolveram técnicas que tornam possíveis as datações absolutas. Anteriormente, os paleontólogos e os estudiosos da Pré-História dispunham apenas de datações relativas. 0 princípio destas datações era simples: toda a camada rica em fósseis era mais recente do que aquela que se encontrava por baixo dela, e mais antiga do que aquela que se encontrava por cima. A este método impreciso, juntavam-se comparações entre fósseis encontrados em estações arqueológicas diferentes ou em regiões por vezes bastante afastadas entre si. Por definição, os fósseis que apresentavam as mesmas características anatômicas pertenciam a animais ou a Hominídeos que viveram na mesma época.

As datações absolutas nem sempre são possíveis, pelo que ainda hoje se recorre às comparações. É por essa razão que as estações arqueológicas de Australopitecos e de Homo habilis da África do Sul estão datadas por comparação com os fósseis encontrados na África Oriental — fósseis estes que beneficiam das condições indispensáveis para que se procedam as datações absolutas.

Existem diversos métodos de datação absoluta que permitem, com uma mínima margem de erro, determinar a idade de rochas, de objetos de cerâmica ou de qualquer material que contenha carbono. Mas nenhum método é universal, uma vez que cada um se aplica a materiais específicos e a um período bem definido do passado.

Vou me ater a apenas dois deles aqui, e caso você queira saber mais sobre o assunto, vou deixar alguns links no rodapé, para sua pesquisa. O mais conhecido método de datação é pelo decaimento do carbono 14. Espia só…

Carbono 14

0 carbono 14 permite efetuar datações porque a relação carbono 14 radioativo/carbono 12 estável é constante na matéria viva. Depois da morte dessa matéria, o carbono 14 desintegra-se, desaparecendo metade do carbono 14 aproximadamente de 5000 em 5000 anos, de forma que, 30 000 anos depois da morte, o carbono 14 já não é mensurável, não podendo servir, portanto, para datar materiais carbonados mais antigos.

Termoluminescência

A termoluminescência é uma técnica de datação baseada no fato de que quando aquecido um mineral cristalino, como o quartzo, topázio, piroxênio, turmalina, a 400 °C emite luz. E a quantidade de luz emitida é de acordo com o tempo durante o qual esse material esteve submetido a uma irradiação produzida por elementos radioativos naturais, presentes no seu meio ambiente, e, em menor escala, aos raios cósmicos (solares ou galácticos). Esta técnica é utilizável em determinadas rochas e sobre terras cozidas ou cerâmicas, já que tanto umas como outras contêm quartzo, feldspato, etc. No caso das cerâmicas, a cozedura de fabrico apagou todos os vestígios das irradiações anteriores, mas a sua datação por termoluminescência só pode fazer-se depois de medida a radioatividade natural do mineral utilizado como matéria-prima, bem como a radioatividade do solo no qual esteve enterrado o objeto estudado. A termoluminescência apresenta a grande vantagem de poder ser medida a partir de um fragmento minúsculo (50 miligramas). Permite datar rochas ou objetos que tenham uma idade compreendida entre a época atual e algumas centenas de milhares de anos.

Os métodos de datação absoluta estão em progresso constante, tanto em diversidade como em precisão.

Estou achando que logo, logo vamos saber há quanto tempo foi inventada a primeira versão do nosso game holográfico gigantão, chamado Terra…

Seguem os links: 

https://www.portalsaofrancisco.com.br/quimica/carbono-14

Descobertas recentes revelam mais falhas nos métodos de datação evolucionistas

Como é feita a medição de tempo com o carbono 14?

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/quimica/datacao-radiometrica.htm

 

E isso é tudo, pessoal!

 

One Reply to “Como se descobre a idade das coisas?”

  1. Fantastic post however I was wondering if you could write a litte more on this subject?

    I’d be very grateful if you could elaborate a little bit further.
    Thank you!

    Here is my website :: Buy CBD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *